Categoria: Máquina do Mundo

Quatro poemas de Marcelo Labes

não é nos olhos das crianças mas no decúbito dos bêbados que amanhecem nas calçadas que reside a inocência.   a esperança habita os olhos do suicida e passa ao largo das maternidades e salas de espera de quimioterapia.   a vergonha que infesta a nudez é muito mais leve do que este temor que…

By Arthur Lungov Janeiro 22, 2018 0

Três poemas de Vítor Resquin

CANDEIA doze balas no pente tem no beijo de maria   em cadência compassada colho lágrima a luz do dia.   PEIXEIRA DE LAMPIÃO O teu toque corta e espana feito peixeira de lampião, bálsamo p’ras feridas da vida, é rio de água cristalina vem chover no meu sertão   teu amor é cangaceiro feito…

By Arthur Lungov Janeiro 19, 2018 0